Press "Enter" to skip to content

Cientistas fornecem novos vislumbres do papel dos astrócitos no processamento de dados

É relatado que uma associação entre os laboratórios de Matthew Holt – do Centro de Pesquisa em Câncer e Doenças VIB-KU Leuven – e Vincent Bonin – do NERF, autorizado pelo IMEC, VIB e KU Leuven – revelou que a noradrenalina tem um papel significativo nos astrócitos rastreamento de dados discretos durante o comportamento. Astrócitos são as células em forma de estrela no cérebro que estão diretamente ligadas aos neurônios. Os cientistas descobriram que os astrócitos podem incorporar dados sobre a experiência sensorial e o estado de excitação. Durante a provocação, é gerado o hormônio noradrenalina, que ajuda a lembrar melhor as situações emocionais em comparação com as neutras. Os resultados do estudo foram publicados na revista Current Biology.

Nos estudos anteriores, a noradrenalina mostrou sinapses de influência direta – que são os pontos de troca de dados entre neurônios – nas regiões do cérebro responsáveis ​​pelo processamento de emoções. No entanto, a noradrenalina é descarregada através do cérebro e alimenta um tipo de células não neuronais (astrócitos) que respondem localmente a neurônios ativos. Para descobrir se os astrócitos incorporam esse indicador em todo o cérebro com a atividade precisa das redes neuronais locais, o Dr. Steffen Kandler e o Dr. Michal Slezak utilizaram um microscópio especial para rastrear a atividade dos astrócitos em camundongos. Ao administrar os ratos com estímulos visuais, em alguns casos, os astrócitos responderam verdadeiramente.

Em uma nota semelhante, recentemente, os pesquisadores descobriram o controlador das células de resposta imediata para a lesão cerebral. Sabe-se que, enquanto o cérebro está doente ou ferido, os astrócitos são as primeiras células a responder. Eles se tornam reativos e têm um papel que pode ser prejudicial e benéfico. Um grupo de pesquisa multi-institucional liderado por pesquisadores do BCM (Baylor College of Medicine) realizou o estudo em modelos de camundongos e identificou a NFIA (fator nuclear I-A) como um regulador vital da atividade e geração de astrócitos reativos.

Nancy Barden Author
Sr. Content Writer & Editor At The CMYK Digest

Nancy is one of the key individuals in the CMYK Digest’s content team. She had a promising track record in her college and pursued a Master of Science in Information Technology Degree with distinction. She has contributed almost 6 years of her professional life to the Technology sector. While Nancy carries out all the responsibilities as the Head of the Technology Department precisely, she has a commendable skill to get the work done in the stringent deadlines atmosphere. Although she is known as a great problem-solver in the team, people also appreciate her for her punctuality and precision in work.

Be First to Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *